<iframe src="//www.googletagmanager.com/ns.html?id=GTM-TV7W9T" height="0" width="0" style="display:none;visibility:hidden">< />iframe>

Fleury disponibiliza teste pioneiro para diagnóstico da febre chikungunya

O Fleury Medicina e Saúde lança nesta sexta-feira (5/12), em todas as suas unidades, um teste molecular para detectar chikungunya​ – uma infecção causada por um vírus transmitido pela picada do mosquito Aedes, o mesmo que também transmite a dengue. 

De acordo com o Ministério da Saúde, já são mais de 1,3 mil casos registrados no Brasil e tanto a chikungunya quanto a dengue apresentam febre, mal-estar e dor nas articulações. Além disso, ocorrem normalmente nos locais que oferecem condições favoráveis para a proliferação de mosquitos. A grande diferença entre as doenças, porém, está nas sequelas. A dengue pode provocar hemorragia, o que não acontece com o outro tipo de febre. Mas metade dos indivíduos infectados com chikungunya também desenvolve artrite crônica, segundo a literatura médica. 

O exame é feito a partir de uma amostra de sangue e não exige preparo prévio. Muito sensível, é capaz de identificar o vírus em pessoas com apenas um dia de doença. O resultado ficará disponível aos clientes em até 4 dias. Outro grande diferencial será o preço do teste a fim de aumentar nossos esforços no combate à doença no País. “Fizemos questão de deixar o mais acessível possível. Por isso, estará disponível aos nossos clientes a preço de custo”, informa o diretor clínico do Grupo Fleury, Celso Granato.​​​​