<iframe src="//www.googletagmanager.com/ns.html?id=GTM-TV7W9T" height="0" width="0" style="display:none;visibility:hidden">< />iframe>

Grupo Fleury contribui para o programa de erradicação da poliomielite

Seguindo as orientações da OMS e do Ministério da Saúde, o Grupo Fleury destruiu as amostras do vírus tipo 2 da poliomielite como parte do programa para erradicação da doença no mundo.

“O vírus da pólio tem três tipos: 1, 2 e 3. O tipo 2 já está erradicado, a última ocorrência foi na década de 90. Por isso, é preciso reduzir ao máximo esse vírus”, explica Dra. Carolina Lázari, infectologista do Grupo Fleury e coordenadora do procedimento de destruição do material utilizado na companhia.

Esse foi mais um passo no caminho da erradicação da doença, que, de acordo com a Dra. Carolina, está perto de acontecer. “A pólio não foi erradicada até hoje por causa da guerra. Já tivemos condições de erradicar quando as ocorrências estavam muito baixas. Mas, infelizmente, nos países que estão em guerra, a cobertura vacinal cai por falta de estrutura e os casos voltam".

No entanto, a especialista afirma que cada vez menos casos têm sido encontrados no mundo. "Entramos na fase de pré-erradicação e é provável que, nos próximos anos, não tenha mais o vírus selvagem, como aconteceu com a varíola, doença que já matou muita gente e foi erradicada.”, conclui.

​​​